quarta-feira, novembro 29

Setecentos Quilômetros: a Vontade e o Cabideiro - CAP. 02

Capítulo anterior: 01


O Enforcado
Dormiu cedo para acordar cedo. Subiu sua primeira montanha.
E encontrou um vulto estranho na primeira curva.


CAPÍTULO 02


- Ora, ora, ora! Quem vem lá, triunfante?
- Heptúnio, o filho do ferreiro. E muito longe de sua morada.
- Um nome que provém de sete? Tens sete graças a me oferecer?
- Nunca conversei com alguém enforcado numa árvore...
- E nunca conversarás! Enforcados não falam, pois afinal estão mortos!
- E fazes o que por aqui? Estás a me zombar?
- Não zombo de quem não conheço. Enforcado estou há muito tempo para tal. Preciso de tua ajuda, apenas...
- Ajuda? Queres que eu te tire de teu martírio?
- Sim! E quero que me enterre frente ao portal que passarás, em quatro dias. Isto fará parte de teu treinamento.
- Como sabes meu treinamento?
- Um enforcado tudo sabe... Anda! Não perde tempo em tua jornada!

Heptúnio libertou o enforcado de seu martírio e carregou-o pelos ombros até anoitecer. Dormiu pesado, sem pensar em mais nada, ao lado de uma fogueira. Acordou no dia seguinte como se tivesse caminhado sete dias à noite, e lembrou do que foi dito por Zaratustra: "Para descansar tuas roupas da peregrinação." Havia esquecido de pousá-las no cabideiro, e percebeu quão sacrificante seria seu novo dia. Carregou como pôde o enforcado, subindo e descendo montes, atravessando florestas e descampados, exausto e exaurido, mas não se esqueceu do cabideiro no fim da sua caminhada.

Acordou como se tivesse dormido sete anos. Aprendeu a perceber as sutilezas, pensou. Mais um dia de caminhada cansativa, com uma carga morta-viva em suas costas. O tempo passou mais rápido conhecendo as histórias daquele que já foi alguém, um dia. Aprendera muito, e ensinara muito, pois todos temos o que ensinar. O terceiro dia também foi gratificante, e andara além do que imaginara. O fim de sua primeira etapa terminaria mais cedo, no dia seguinte.

Heptúnio chegou ao portal com o sol a pino, carregando o embornal, o cabideiro e o enforcado. Enterrou seu novo amigo frente ao adorno de pedra, e meditou, ouvindo os ensinamentos da sua primeira Porta do Conhecimento. Aprendera que o Conhecimento não é passado somente ao chegar. Ele pode ser absorvido ao longo do trajeto. Dormiu mais cedo, pois afinal, era apenas o começo da sua missão.

Iniciou sua nova jornada num dia nublado, mas sem chuva. Faz falta uma companhia para conversar. Mas segue adiante, pela estrada. Até agora, não encontrara nenhum cruzamento que deixasse dúvidas de por onde seguir. Até agora.

Titubeou, quase ao pôr-do-sol, numa bifurcação na estrada. Mas não estava sozinho.


CONTINUAÇÃO 01
Heptúnio encontra na relva um casal admirando o pôr-do-sol, e tenta descobrir qual a direção correta.

CONTINUAÇÃO 02
Heptúnio aguarda o anoitecer, olha para a Lua, e tenta achar sua resposta.


AGORA É A SUA VEZ!
Escolha entre a continuação 01 e 02, e aguarde: na próxima quarta-feira, mais surpresas em Setecentos Quilômetros: a Vontade e o Cabideiro - Capítulo 03!

Marcadores:

21 Quimeras:

@ novembro 29, 2006 3:06 AM, Blogger André Lasak disse...

Carta XII - O ENFORCADO

Palavra chave: SACRIFÍCIO/ENTREGA

Indica a necessidade urgente de aprender a "entregar". Representa a sublimação, a transcendência. É o sacrifício necessário para a evolução espiritual. É o amadurecimento. A pessoa pode sentir-se desgastada e exposta à situações difíceis. De forma bastante negativa indica masoquismo, mania de mártir, a chantagem emocional.

Significados Positivos: Dedicação, altruísmo, desenvolvimento espiritual, idealismo, paciência.

Significados Negativos: Sofrimento, sensação e abandono, longa espera, impotência diante do destino.

 
@ novembro 29, 2006 10:36 AM, Blogger Tahkren disse...

Muito legal! A narrativa tá começando a pegar forma. Gostei bastante dessa nova proposta.

E fico com a singela opção 2.

 
@ novembro 29, 2006 10:42 AM, Blogger Poeta Matemático disse...

Ah, eu discodo, prefiro a 1.

 
@ novembro 29, 2006 12:09 PM, Blogger A Caravana do General Cluster disse...

DOIS! DOIS!

 
@ novembro 29, 2006 2:10 PM, Blogger karla nazareth disse...

fico com a número 1. renderá bons diálogos com personagens novos e intrigantes. tenho certeza!

 
@ novembro 29, 2006 2:44 PM, Blogger A czarina das quinquilharias disse...

eu quero a...dois.

 
@ novembro 29, 2006 4:00 PM, Blogger Juliana Pestana disse...

Ai, como tô orgulhosa!!

Adorei tudo isso, André. Vc tá cada vez melhor, se doando cada vez mais no seu dom da escrita.

E eu opto pela continuação 1!

bjão

 
@ novembro 29, 2006 6:17 PM, Blogger André Lasak disse...

Por enquanto, está EMPATADO...

Quem se habilita?

 
@ novembro 29, 2006 8:04 PM, Blogger Bananex disse...

Eu! Eu opto pela continuação 1, por causa dos diálogos...E adorei essa interação das quartas feiras, André. Muito bom!...Quarta eu to aqui de novo!

E véio, também acho ridículo aquela história, que eu mesmo fiz, de concorrencia rica e pobre. Mas foi a única maneira que eu achei, de dar exclusividade aos blogs "famosos", por pedido de um deles...Tentarei pensar em algo menos tosco...abraço!...Fuis-mes

 
@ novembro 29, 2006 9:00 PM, Blogger Luzzsh disse...

Oê, Lasak!

Dois, sem dúvida!

(Isso tá bom de ler, hein?!...)

:)

Beijos...

(Ah, no próximo encontro em SP, tô lá. Cabe mais uma mãozinha entre as nove?)

 
@ novembro 30, 2006 9:47 AM, Blogger Fabio Ciccone disse...

Fico com o casal... continua o clima tarólogo :D

E é bom que eles, ou melhor, ela, esteja nua :P


Opção 1

 
@ novembro 30, 2006 11:26 AM, Blogger Edilson Pantoja disse...

Lembrou-me Zaratusta a também carregar um morto, deixado, afinal, se não me engano, em uma árvore. Ahhnnn... Opção 02, vai.
Abraço!

 
@ novembro 30, 2006 4:43 PM, Blogger Lucas Waltenberg disse...

eu quero a continuação 1 heheh

estou meio ausente do Quimera. ser um excluído digital é uma merda, sem computador em casa e tals... to tendo que depender da disponibilidade do laboratório da faculdade para acessar até os meus emails hahaha. mas, se deus quiser (e eu estiver disposto a enfrentar o centro do Rio para comprar peças de computador), poderei conectar diretamente do meu lar, doce, lar.......


texto bastante interessante, por sinal!! tomara que a minha continuação ganhe hehehe. parece bem mais divertido.

abraços cariocas

 
@ novembro 30, 2006 10:45 PM, Anonymous Tai disse...

Ah... como eu gostaria d tr tmpo p/ lr td q scrvs...!!!
São tantas coisas p/ serem resolvdas no mundo virtual q qz ñ vnho + aki... :(
Msmo cm lr o começo e nm a 2ª part por complto... atrvo-m a votar na contnuação nº2...!
rs...
té +...!

 
@ dezembro 01, 2006 1:09 AM, Blogger André Lasak disse...

Continua EMPATADO!

HEHEHEHE

Está disputadíssimo, isto aqui!

 
@ dezembro 01, 2006 3:05 AM, Blogger A Caravana do General Cluster disse...

Pô tem que ser o Dois! Um ponto que levantaram a favor do 1: diálogo - no 2 ele pode dialogar com a Lua, afinal ele não estava sozinho né? e tem muito mais a ver com o clima 'fantástico' do texto até agora (vc gosta de Italo Calvino? eu adoro). Casal no pôr- do-sol só se for pra ele enforcá-los!! Ou se o casal for de loucos!!

 
@ dezembro 01, 2006 2:29 PM, Blogger Tiago disse...

a 1!

 
@ dezembro 03, 2006 4:14 PM, Anonymous Robson disse...

a 1 tb!

 
@ dezembro 04, 2006 12:41 AM, Blogger A Caravana do General Cluster disse...

Pô, ninguém gostou do meu argumento...

 
@ dezembro 05, 2006 9:30 AM, Blogger FE disse...

Aix...

a um é bem mais bonitinha!!!!

Bjus

 
@ dezembro 05, 2006 2:14 PM, Blogger André Lasak disse...

*** LIGAÇÕES ENCERRADAS! ***

CONTINUAÇÃO 01: 9 VOTOS
CONTINUAÇÃO 02: 6 VOTOS

OBRIGADO AOS PARTICIPANTES!

PRÓXIMA QUARTA, NÃO PERCA
SETECENTOS QUILÔMETROS: A VONTADE E O CABIDEIRO - CAPÍTULO 3

 

Postar um comentário

<< Página Principal