terça-feira, janeiro 9

YouTube fora do ar. QUE PORRA É ESSA?

É, povo brasileiro... BEM-VINDO NOVAMENTE À CENSURA!

o YouTube foi PROIBIDO no Brasil por causa de uma ação judicial da VAGABUNDA da Daniela Cicarelli. Não vou escrever mais nada, porque estou revoltado, indignado e envergonhado com esta atitude. Se a PALHAÇADA continuar assim, eu poderei ser preso, torturado e morto por ter escrito este post. QUE PORRA É ESSA? EM QUE PAÍS ESTAMOS? NA CHINA?

Segue abaixo um modelo de carta e os endereços da MTV, para que todos os que estejam indignados também enviem este e-mail.

ESTÁ NA HORA DE NOS UNIRMOS, ANTES QUE SEJA TARDE DEMAIS.




PARA: mtv.responde@mtvbrasil.com.br; sitemtv@mtvbrasil.com.br; disk@mtvbrasil.com.br; revista@mtvbrasil.com.br; casting@mtvbrasil.com.br; cine@mtv.com.br; chapacoco@mtv.com.br; disk@mtv.com.br; gordofreakshow@mtv.com.br; jornal@mtv.com.br; pontope@mtv.com.br; tribunal@mtv.com.br; vidalog@mtv.com.br; yo@mtv.com.br


"Prezados senhores administradores da MTV e à quem mais possa interessar,


Na qualidade de cidadão brasileiro e internauta, venho através desta manifestar meu repúdio e indignação à postura da apresentadora Daniela Ciccareli com relação aos desdobramentos jurídicos do caso na qual foi flagrada em ato sexual público em país estrangeiro, vindo a acarretar na censura do site YouTube em todo território nacional por decisão proferida pelo desembargador Ênio Santarelli Zuliani da 4ª. Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo na última terça feira, dia 2 de Janeiro de 2007.

A decisão do desembargador, embora válida e perfeita do ponto de vísta jurídico, é inaceitável do ponto de vista moral e político pois impõe censura à todos os internautas brasileiros por motivo que só atende aos interesses da referida apresentadora, que em momento algum registrou arrependimento ou capacidade de lidar com as conseguências de seus próprios atos, já que expôs sua intimidade desnecessariamente e por vontade própria, em local sabidamente frequentado por jornalistas e fotógrafos.

Pelos motivos acima expostos, deixo claro que a partir de hoje condiciono a minha audiência e consumo de produtos relacionados ou divulgados pela MTV ou por Daniela Cicarelli ao desligamento da apresentadora do quadro de funcionários da emissora em caráter permanente, ou até que o site YouTube esteja acessível à todos os brasileiros em todo o território nacional definitivamente.

Não obstante, recomendarei à todos os brasileiros e internautas que se sentirem ofendidos em seus direitos pela decisão imposta pelo desembargador que adotem a mesma postura acima mencionada, pelo exercício pleno de cidadania e pelo direito individual de acesso irrestrito à internet."

5 Quimeras:

@ janeiro 09, 2007 10:43 AM, Anonymous Pri Guerra disse...

Como jurista, só vou me manifestar sobre a decisão após ter acesso a ela na íntegra. Como cidadã, compartilho da sua revolta pela censura, incompatível com o país livre em que vivemos. Como mulher, questiono a sua decisão de qualificar, como tantos outros fazem, como VAGABUNDA a autora da ação que levou à retirada do site do ar.

 
@ janeiro 09, 2007 11:58 AM, Blogger Carol disse...

Cara, é um absurso mesmoo!!
Ela deu porque quis, sabe que é uma pessoa pública e faz isso, não duvido nada que isso seja jogada só pra aparecer mais, mas o que importa agora não é isso, e sim o site voltar ao ar!
Isso poderia ser uma grande piada, se não estivessemos no Brasil!

 
@ janeiro 09, 2007 6:50 PM, Anonymous da gaveta disse...

ah, o brasil...
americanas e americanos souberam fazer dinheiro e fama com coisas parecidas (e piores) (vide paris hilton, pamela anderson e tommy lee, apenas para citar os casos mais famosos).

aí essa burra vem dar uma de coitada e ainda provocar a revolta de todo um país!


e, como mulher, parafraseando a moça aí de cima, questiono a sua decisão de qualificar, como tantos outros fazem, como VAGABUNDA a autora da ação que levou à retirada do site do ar.

 
@ janeiro 09, 2007 8:41 PM, Blogger Tahkren disse...

Eu acho um absurdo o tipo de atitude tomada pelo judiciário. Nota-se o total despreparo para assumir decisões em cima Internet/mídia digital que, convenhamos não é nenhum bicho de sete cabeças, não.

Agora, eu a classifico como VAGABUNDA sim. Não pelo ato sexual (seja ele público ou não)e sim pela atitude de penquenice mental de se processar o Youtube pelo vídeo. O culpado é que utilizou o serviço do Google de forma inapropriada.

 
@ janeiro 21, 2007 9:35 PM, Anonymous Rebeca disse...

Agora ele voltou. =D

 

Postar um comentário

<< Página Principal