segunda-feira, maio 11

Microcontos

Cola Quente

Acordou cedo. O calor não deixava ficar mais tempo dentro da barraca.


Átomo

Sentiu-se um dia tão pequeno que se anulou em si mesmo.


Esteban Sonha

Num acorde é tango. Num acordo usa tanga. Acorda.


Dormente

Sentia-se sufocado. Um trem que pára no trilho não sabe o peso que sente seu apoio.


Deveras

Haviam muitos deles.


Mela-cueca

Aquela música incomodava Catarina.


Passagem

Com muita dor, de criança sublimou adulto.


Caminho

Perdeu a razão de existir ao entrar num desvio proibido.


Flor

Sem pétalas desfolhada chorava pólem.


Destino

Um dia ele veio.


País

Sem ele, despátria.


Estado

Deplorável.


Estrume

Pisou aleatoriamente em campo minado.


Coração

Bomba que implode quando desiste.


Conto

Instrumento que se auto-escreve.


.

Marcadores:

6 Quimeras:

@ maio 11, 2009 11:44 AM, Blogger Takren disse...

Ficou bem legal Lasak!
Fazia tempo, heim?

[ ]s

 
@ maio 11, 2009 7:12 PM, Blogger Vitor disse...

Hahaha, fazia tempo hein filhão...

 
@ maio 11, 2009 7:14 PM, Blogger Vitor disse...

Aliás, é bom que tenha parado com a poesia de emo =P

deixa que reclamar da vida eu faço

 
@ maio 12, 2009 11:41 PM, Blogger Palhastro disse...

PEGAR O LIVRO MAIS PRÓXIMO, ABRIR NA PÁGINA 161, PROCURAR A QUINTA FRASE E POSTAR

 
@ maio 15, 2009 4:06 PM, Blogger Leandro Jardim disse...

e eu me amarro nesses seus exercícios literários :)

 
@ maio 18, 2009 6:18 PM, Blogger Sandra Regina de Souza disse...

Sei que vou fazer o papel da donzela...rsrs... mas esse "coração" está perfeito!! bjo rpocê, rapá!

 

Postar um comentário

<< Página Principal