sábado, agosto 12

Indecismo

Desato todos os nós górdios do meu
Insano desapego.
Minto, pois é impossível fazê-lo.

Realmente será possível ser o ser inconsciente?

Ou tão inconstante é a vida
Que devido à inconstância
É mantida esta instância?

Que dúvidas distantes de respostas.
Que lamúrias desconexas frente ao abismo.
Que drama, que insatisfação pela rotina.
Que merda, que triste é o indecismo.


(André Lasak - 2001)

Marcadores:

3 Quimeras:

@ agosto 14, 2006 11:26 AM, Blogger Ariane disse...

muitas vezes as respostas se aproximam quando se pula o abismo,
e durante a queda,inesperadamente asas se abrem...
abraços

 
@ agosto 14, 2006 12:11 PM, Blogger Paulo Osrevni disse...

Pensar resulta sempre em aporia, e o grande aprendizado é não sofrer diante dessa descoberta...

 
@ agosto 15, 2006 12:09 AM, Blogger Mendoscopia disse...

Quão triste é a dúvida. A incerteza do amanha, o talvez do depois...
Mas deixemos isso de lado. Bom mesmo é se soltar no ventos, subir até as pedras, olhar aquele marzão lá em baixo... e se jogar, livre e leve...

Primeira vez aqui, gostei do que li!

Jú Pestana

 

Postar um comentário

<< Página Principal