domingo, outubro 29

Poesia de Parede #02

Poesia de Parede #01
Clique na imagem para ampliar


(André Lasak - 22/11/1993 - 20h35)

Marcadores:

7 Quimeras:

@ outubro 30, 2006 10:45 AM, Anonymous Re disse...

Nossa, poesia concretista... aprendi isso lá no colégio... hahaha... muito bom... beijos!

 
@ outubro 30, 2006 1:47 PM, Blogger Tahkren disse...

Caracoles!!!
Essa ficou muito boa mesmo!

 
@ outubro 30, 2006 5:20 PM, Blogger Múcio Góes disse...

Muito bom o poema, André! Concreto é demais, sou fã!

Cara, sobre meu texto no Tapas, brigado pelo elogio. Pena que aqui em Maceió, nao tenho contato com ninguem que curta cinema. De fato, ja pensei num curta pra "Alice...", mas... Alguma ideia?

Vlw, abração!

 
@ outubro 30, 2006 5:51 PM, Anonymous jú pestana disse...

Bom demaiiiiiiis, André!
Vc tem umas sacadas com as palavras que elas se tornam totalmenete domináveis!! Adoro! rs

Bjos meus.

 
@ outubro 30, 2006 10:27 PM, Blogger Miss Supahstah disse...

Como sempre, seu concretismo é óóótimo!!

Mas eu só não entendi o desenho do meio. Tem um desenho no meio?
Eu vi um Mickey. Meu cérebro disse que é um Mickey!!!!


ps: você é publicitário?
até pensei em fazer esse curso aqui. mas acho que vou fazer o jornalismo mesmo, parece que o curso de publicidade da federal daqui tá horrível...

 
@ outubro 30, 2006 11:10 PM, Blogger Nanna disse...

As ver[tentes]dades dele.

Beijos...

 
@ outubro 31, 2006 12:20 AM, Anonymous Fabio Ciccone disse...

Cara Supahstah, só pra você saber, eu também vi esse Mickey aí... eu não tô doido não!

 

Postar um comentário

<< Página Principal