quinta-feira, fevereiro 5

Explicação de Gírias Paulistas - Parte #2

Moh

Lê-se: mó

Originada do malaio, moh é uma antiga palavra da língua austronésia. Se adotada com o complemento Tut, é o nome da entidade do fogo mais temida pelas velhas lendas malaias. Diz-se que Gaia, a Mãe Terra, vomitou Mohtut após ingerir uma pedra bruta de muhlalaláia-hou!, mais conhecida como magnésio. Os significados literais de Moh são: grande, temido, magistral, assustador. Em São Paulo, surgiu nos anos 1990, a partir de um ilhéu da Sumatra, que ancorou clandestino no porto de Santos dentro de um tonel de atum. Após contratempos diversos, virou hippie e começou a vender cachimbinhos de durepoxi na avenida Paulista. Seu vocabulário contagiou as ruas e incorporou mais uma palavra ao léxico coloquial paulista.


Advérbio - Aplicações:

1. O que supera outro em grandeza, superioridade; superior
Ex: - Esse prédio é moh alto, meu!

2. O que supera outro em intensidade
Ex: - Moh vacilo, meu!

3. O que supera outro em importância
Ex: - Essa mina é moh gata, meu!

4. O que supera outro em extensão
Ex: - Cuidado que o pau dele é moh jeba, miga!





Paga-Pau


Ave piciforme, insetívora, da família dos picídeos. Semelhante ao pica-pau, possui bico forte e reto, usado para martelar a madeira em busca de insetos, língua vermiforme e muito comprida, pés zigodátilos e cauda com penas endurecidas, usadas como apoio para subir em árvores. Na língua coloquial paulistana, ganhou novos significados.


Aplicações:

1. Adjetivo e substantivo de dois gêneros: Que ou aquele que bajula; bajulador
Ex: - Aquela mina é moh paga-pau de artista, meu!

2. Verbo regular/Exceção: Sentir grande admiração; ficar extasiado; encantar-se, enlevar-se. Um dos únicos casos de palavra composta onde se conjuga a primeira palavra.
Ex: Armando pagava-pau praquela mina.
Derivação Complementar - Ex: Armando pagava-um-pau praquela mina.

3. Adjetivo pejorativo:
Ex: - Vaissifudê, paga-pau do caralho!



Gírias anteriores: Çi-pà e Bhay Anuh

Marcadores:

12 Quimeras:

@ fevereiro 05, 2009 1:36 PM, Blogger Juliana Pestana disse...

Mto esclarecedor, meu amigo!! ahahhahaa

Bjokas.

 
@ fevereiro 05, 2009 1:44 PM, Blogger Janaína Moraes disse...

Adoro gírias e essas oraçõeszinhas que estão sendo lançadas na masmídia.
Adoro tanto que quando não estou prestando atenção solto várias...
Bom post.

Outras Estórias.

http://aindamaisestorias.blogspot.com/

Passem lá.

 
@ fevereiro 05, 2009 2:19 PM, Blogger J.F. de Souza disse...

Cara... Mas tá ficando moh dahora essas "explicaçoes"! =P

1[]!

 
@ fevereiro 05, 2009 3:15 PM, Blogger Takren disse...

Não vou ser Moh Paga-Pau, não!

 
@ fevereiro 05, 2009 3:19 PM, Blogger Thais Coimbra disse...

Lasak, decifra-me essas expressões da paulicéia desvairada, please:

1)"Dois palito". Ex.: Fazer tal coisa é dois palito.
2) "Encheu os pacová". Ex.: A cliente tá enchendo os pacová.
3) "Quéqu'eufasso?". Ex.:
Maria: - Preciso fazer mercado.
Amiga solícita: - Quéqu'eufasso?

4) E, por que, Deus, paulista usa tanto "que"??
"Quanto que é que custa?" ou "Onde que é que fica?"

;)

 
@ fevereiro 05, 2009 3:25 PM, Anonymous Nat disse...

Paga-pau é moh treta, vixxxxxxiiiii

 
@ fevereiro 05, 2009 4:11 PM, Blogger r.farias disse...

Paga pau é a melhor ... ja rolou altos bate bocas por causa do verdadeiro significado ... hahhaahaha

Abraço

 
@ fevereiro 05, 2009 4:13 PM, OpenID rodamorta disse...

adorei teu blog e imagino que ele vicia! voltareiii

 
@ fevereiro 07, 2009 10:33 AM, Blogger Cris* disse...

o melhor "quem sou eu" que ja li.
tb sou apaixonada pelas palavras.

 
@ fevereiro 08, 2009 1:07 AM, Blogger Fernando Ludovico disse...

Fantástico!

 
@ fevereiro 08, 2009 1:25 PM, Anonymous Livia disse...

Hahahahah!
Sensacional!!!

 
@ fevereiro 22, 2009 4:13 PM, Blogger Elaine Mesoli disse...

Moh legal! Adorei. Vou falar pros true'ta que tem uma parada manera aqui. rsrsrsrs


Abraços.

 

Postar um comentário

<< Página Principal