terça-feira, novembro 14

Inícios para Livros - 43ª Edição

AVISO IMPORTANTE:
Em virtude de uma viagem extraordinária, transfiro a estréia da história interativa para quarta-feira dia 22. E, excepcionalmente nesta quinta (dia 16), não teremos também o Personagem 13, transferido para o dia 23.
Para compensar, coloquei duas poesias, logo abaixo.
Espero que gostem!

BOM FERIADO!


Especial Onomatopéia


#1
Baúúúúúga, baúúúúúga, buzinou o velho Ford chamando Eliodora.

#2
Os últimos sons que Martim ouviu foram um piuí e um tum!

#3
Tique taque tique taque tique taque tique taque tique taque blam tique taque tique taque blam tique taque tique taque blam tique taque tique taque blam tique taque tique taque blam tique taque tique taque blam tique taque tique taque blam tique taque tique taque blam tique taque tique taque blam tique taque tique taque blam tique taque tique taque blam tique taque tique taque blam
tique taque tique taque tique taque tique taque tique taque...

#4
Rrrruuuuu, rrrruuuuuuuu, arrulhara a pombinha, rrrruuuuuuu, rrrruuuuuuu, arrulhara mais uma vez, rrruuuuuuuu, rrrruuuuuuu, procurara por insetos no telhado, rrrrruuuuuuu, toc!, caíra com a pontaria de um estilingue malvado.

#5
Arf, arf, arf: cansei.

#6
Chuá, fêz-se a onda, chuá, sorriu Yolanda, chuá que nunca tem fim, chuá pequena, chuá grande, chuá forte, chuá fraca, chuá fria, chuá quente, até que se mijou.

#7
Ingênuo era o pobre Teobaldo, que acreditou que na Alemanha os cachorros latiam vofem vofem, em vez de au au.

#8
Pêi, disparou um no bandido, pêi, disparou um pra cima, pêi, disparou novamente no bandido, pra ter certeza, pêi, acertou a perna pra ver se ainda se mexia, pêi, acertou no braço pra confirmar, e pêi, atingiu a cabeça só de maldade, mesmo.

#9
Essa é velha, mas dizem que a palavra metralhadora, em árabe, é álivaiabalabalabalabalabalabala...

#10
Cauabanga!



Edições anteriores: 1ª à 25ª Edição; Especial Maníaco-Depressivos; Especial Pervertidos; Especial Mês do Cachorro Louco; Especial Filosofia de Boteco + Especial Merchandising; Especial Hecatombe; Especial Folclore; Especial Manchetes Sensacionalistas; Especial Contos de Fadas; Especial Suspense; Especial Bestiário; Especial Profetas; Especial Cantadas; Especial Infantil II; Especial Duplo-Sentido; Especial Cadeia Alimentar; Especial Mundo dos Sonhos II; Especial Um a Dez II

Marcadores:

10 Quimeras:

@ novembro 14, 2006 9:05 AM, Blogger Tahkren disse...

Já começou atrasado, né Lasak?

Pois te perdôo. heheh.
Bons Inícios, como sempre

 
@ novembro 14, 2006 9:12 AM, Blogger André Lasak disse...

Então! Nem comecei! Hehehe

A grande estréia será semana que vem...

 
@ novembro 15, 2006 8:58 PM, Blogger Miss Supahstah disse...

Hehehehe...
Adorei o #6, do chuá.. hahuauhahuauhauhahua!! "Me mijo" de rir com essas histórias de mijarem dormindo quando sonham com água, hahahahaha!

 
@ novembro 16, 2006 3:42 PM, Blogger Luzzsh disse...

Clap Clap Clap!

(É, eu sei, sem imaginação mas bem condizente com o que eu queria dizer: boa!) Rs....

Beijos...

 
@ novembro 16, 2006 10:07 PM, Blogger Bruna Rasmussen disse...

onomatopéias são extremamente úteis :)))
beijos

 
@ novembro 17, 2006 1:16 AM, Anonymous mary disse...

Gostei do teu blog! :)
Beijos.

 
@ novembro 17, 2006 1:17 AM, Blogger karla nazareth disse...

isso me lembrou uma prova de vestibular.
dizem...
certa vez, o tema da redação era "escreva uma narrativa sobre o relógio. mínimo 15 linhas; máximo, 30".
então a pessoa escreveu trinta linhas de "tic-tac". nota: 10 d:
nunca esqueci esse causo na minha época de segundo grau hehe

 
@ novembro 17, 2006 11:41 PM, Anonymous mavigo disse...

Essa do tic-tac é lenda, como aquela do "o lápis escreveu e a borracha apagou".
Tudo lenda.
Seria um zero fácil.

 
@ novembro 20, 2006 11:41 PM, Blogger Tahkren disse...

Num volta mais não?
Bora tomar umas e outras e botar o serviço em dia puerras!

 
@ novembro 21, 2006 1:47 AM, Blogger Bela Lachter disse...

Reencontro imediato no lugar onde foi deixado, quarto bagunçado com cds e livros pra todo lado, cabelo sujo e corpo cansado, e o sorriso de sempre, por algum motivo, um pouco apagado...

 

Postar um comentário

<< Página Principal