quinta-feira, novembro 9

Personagens para Livros - 12ª Pessoa

Personagem 12: Isaías

Pequena Biografia Ambientacional:
INÍCIO
"E pelo caminho do anjo ele seguiu. A estrada nas nuvens era estreita, incerta, coberta de sonhos, devaneios abstratos, estrangeiros perdidos, navegantes exclusos, mas ele seguiu. Por noites e dias a fio não sabia o porquê da jornada. Ninguém perguntou o seu destino. Ninguém cruzou seu caminho. Não havia ninguém na trilha, mas sabia que era observado por pássaros de orvalho e por árvores flutuantes. E ele chegou finalmente à porta, e encontou seus anjos-guardiões e seus olhos de fogo."

MEIO
Isaías bate nas portas do céu e grita:
- Abram! Eu quero falar com Deus!
- Quem és tu, mortal, a fim de querer falar com tal grandiosidade?
- Deus sabe quem sou e porque vim! Afinal, Ele não é o onipotente? O sabe-tudo?
- Nosso senhor não está com tempo de falar com tua pessoa. Ele é muito atarefado.
- Eu não segui o caminho do anjo para nada! Eu quero falar com Ele agora!
- O QUE ESTÁ ACONTECENDO AQUI?
- Senhor, este mortal procura por suas palavras...
- ISAÍAS? QUE QUERES COMIGO?
- Eu segui o caminho do anjo para tratar de negócios com o senhor.
- QUE TIPO DE NEGÓCIOS? E NOTE QUE NEM DESEJO SABER COMO DESCOBRISTE TAL ESTRADA...
- A vida toda eu dei aos necessitados, e ouvi que você iria me dar em dobro. Pois então resolvi cobrar pessoalmente, afinal a única coisa que recebi até hoje foram agradecimentos...
- TUA ALMA NÃO ESTÁ LIMPA? ISTO JÁ NÃO VALE PARA TI?
- Não me venha com esse papo de novo! Para escutar isso, eu poderia ter ído a uma igreja qualquer. Eu vim receber o que me deve em espécie, e voltar para minha casa.
- EU NÃO TE DEVO NADA!
- Como nada?!
- NADA. TU DASTE A QUEM NECESSITAVA. TEU PRÊMIO FOI VANGLORIAR O SORRISO DE AGRADECIMENTO DAS POBRES ALMAS AS QUAIS AJUDOU. E TU TE SENTISTES MUITO BEM, COM ISSO.
- Me senti bem porque esperava receber de você no futuro...
- RECEBESTE E RECEBERÁS! TU RECEBESTE UMA SAUDÁVEL E FELIZ FAMÍLIA, UMA CONFORTÁVEL MORADA E TUDO O QUE PRECISAS. E RECEBERÁS A MINHA LUZ, QUANDO CRUZAR AS BARREIRAS DA MORTALIDADE PARA A VIDA ETERNA...
- Quando eu estiver morto este dinheiro não me valerá nada! Eu preciso dele em vida, e agora!
- TU NÃO ENTENDESTE NADA DO QUE FALEI. ENTENDERÁS, ENTÃO, PAGANDO POR ESTA FALTA EM VIDA. ADEUS, MEU FILHO. NÃO TEREI COMISERAÇÃO POR VOCÊ...
- Deus?! O que está dizendo? Não! Não me leve de volta! Você está me devendo! Maldito! Você está me deveeeeeeeeeeeeendoooooooooo!

FIM
Tudo aconteceu muito rápido depois daquele sonho. A guerra. A grande guerra. O desabamento. A perda dos filhos. O estupro da esposa aos seus olhos pelos saqueadores. A entrada para a força de resistência...

Há quinze anos fica frente às balas pedindo para morrer, para acabar de vez com a sua vida. Mas nenhuma bala o atinge. Nada o fere, fisicamente, a não ser quando dorme. E sonha com uma gargalhada divina, e o sofrimento dos filhos e da esposa em sua pele.



Pessoas anteriores: Ícaro; Panacéia; Blub; ?????; María de las Dolores; Plink; Heptúnio; Amanda; Damião; Ãatá; Nayara

4 Quimeras:

@ novembro 09, 2006 7:24 PM, Blogger Bela Lachter disse...

digno de POE...
Aliás... Leu o gato preto que te mandei?

 
@ novembro 09, 2006 7:28 PM, Blogger André Lasak disse...

Li, sim! :D

Muuuuuito bom!

 
@ novembro 09, 2006 10:24 PM, Blogger Tahkren disse...

Uau... Essa foi muito boa hein?
Esse "Personagens para Livros" tá no meu roll de favoritos.
Não favoritos de blog e sim de todos os contos que já pus os olhos!

 
@ novembro 12, 2006 6:31 PM, Blogger Nanna disse...

Nossa senhora! Fiquei agoniada depois de ler isso... Risos!

Beijos, dear...
:)

 

Postar um comentário

<< Página Principal