segunda-feira, maio 8

Descontinuidade - Penúltimo Capítulo

Capítulos anteriores:
01; 02; 03; 04; 05; 06; 07; 08; 09; 10; 11; 12



- Sobraram nós dois, pequenino! Quero ouvir seu coração estalar nos meus dentes!


CAPÍTULO 13



Ammut derruba uma grande estátua de pedra e encontra Anamodron.

- Te peguei!
- Você não tem como me matar, pois não é mais puro!
- O que você diz, pequenino?
- A morte dos seus companheiros! Eu passei a marca para eles, e o que me impediria de passar para você? A Marca é sua, também, impuro!
- Não! Maldito! Eu... sinto... a Marca... dentro de mim!

Ammut, sem pensar duas vezes, arranca seu coração e começa a devorá-lo. Anamodron não entende como que é possível ele ainda estar vivo. Depois de engoli-lo, começa a devorar seus braços, suas pernas, seu corpo inteiro, até sumir. Um forte trovão é escutado lá fora. Silêncio. Acabou.

1.832 d.C.
Nicanor olha para a besta denominada por Paulo apóstolo, e procura em seu embornal a arma que sobrou para destruí-lo. Uma corda de couro. Como enforcaria um demônio? Como alcançaria o pescoço de uma criatura com quase o dobro de seu tamanho?

- Tenho uma espada. Você, apenas esta cordinha. Hahahahaha! Estará descontinuado antes que eu respire!
- Eu tenho o poder do Espírito Santo do meu lado!
- Veremos quantos lados te sobrarão!

Belial desliza sua espada no ar e desenha um corte preciso no rosto de Nicanor, cegando-o de um olho. Diego grita quando vê seu mestre cair ao chão. Pensa numa maneira de salvá-lo e, de repente, surge a solução:

- Padre! Tente se lembrar do Primeiro Livro de Samuel, Capítulo 17, Versículos 48 a 51!

Poucos segundos levaram sua memória até estes importantes versículos. Como já estava no chão, encontrou fácil uma pedra pontuda e a acomodou na corda de couro, transformando-a numa funda. Girou o mais rápido que pode e, mirando com dificuldade com o olho que sobrara, desferiu um golpe certeiro na testa de Belial.

- Assim como Davi, derrubei o gigante! - gritou com todas as forças que lhe restavam.

Um forte trovão é ouvido. O silêncio volta à Catedral.

2006 d.C.
- Meu braço! Você quase arrancou meu braço, Sumivor!
- Como você sabe meu nome?
- Ao viajar dentro do Livro, acabei descobrindo coisas inimagináveis...
- O que, por exemplo?
- Que você não-nasceu em uma casta baixa do inferno, aquilo que você chama de lar, e conquistou sua posição graças a artimanhas e descontinuidades das pessoas certas nos lugares errados.
- Impossível! Como pôde descobrir isso? Ninguém nunca encontrou as provas!

Um raio corta o céu. Na sala, surgem diversos não-nascidos.

- Sumivor, você foi descoberto por um mero filho de Roz. Sua pena será eterna no pilar de Agônia.
- Não! O pilar de Agônia, não! - seus gritos desaparecem junto com o seu corpo.
- Não fico feliz, mas sua batalha foi vitoriosa, Tobias.
- Quem são vocês?
- Somos os Esculcas. Estamos aqui para esclarecer e julgar.
- Espero que para mim tenham sobrado apenas os esclarecimentos...

428 d.C.
- Por... Grispakh...
- Resista, Khon! Você ainda não pode morrer!
- Eu... sei. Mas a dor... é... lancinante.
- Não ouvimos o Sinal. Talvez não tenha acabado, ainda, para você.
- E como... lutarei? Sem braços... nem pernas?
- Eu te ajudarei. Sem a minha participação você não sobreviveria muito tempo, não é? ...Khon? Você está bem? Acorde! Ainda não acabou! Você não pode morrer agora! Khon! Acorde, Khon!

50.000 a.C
- Esculcas? Achei que vocês eram uma lenda infantil.
- Nos fazemos passar por uma lenda infantil para agir com mais liberdade, Zor. Ou Roz, caso prefira...
- Isto não importa, agora. Vocês têm algo a ver com toda esta confusão?
- Somente algo, não. Somos os arquitetos desta conspiração.
- Que conspiração?
- A Guerra da Reunificação. O Livro. As Eras. Os Vetores. Os Instrumentos. E a criação da vida deste planeta. Tudo faz parte da nossa conspiração. Estamos há milhares de anos trabalhando para conquistar o nosso poder, e tudo dependeria dos acontecimentos presentes. Financiamos todas as pesquisas da Experiência, sem seu quase-pai desconfiar. Consumimos toda a sua vida e felicidade para isto. A morte de sua quase-mãe e o seu não-nascimento também estavam previstos. E você agiu exatamente como precisávamos, Zor. Você é o pai da vida inteligente neste planeta. O ser humano surgirá de um não-nascido do 5° Círculo de Vestrozin, e não do homem sem uma costela! A Bíblia será o maior erro da Humanidade, mas também o nosso mais que perfeito esconderijo! Agora descobriste por que ninguém é ouvido por Ele? Porque Ele não existe! O mal do mundo persiste por nossa causa! O inferno é o paraíso da Terra! A alienação deste povo é que nos mantém vivos até o futuro, daonde você veio!
- Isto é impossível! Eu já os vi! Os anjos! Já lutamos em diversos momentos!
- Eles fazem parte da nossa guarda pessoal. São artimanhas para que todos vocês sejam enganados.
- E as Eras? A morte dos Vetores? O fim de tudo?
- Esta é a melhor parte, caro Zor: é uma luta totalmente inútil. Não haverá o fim de tudo.
- Então para que serviu esta empreitada de milhares de anos? Para nada?

1232 d.C.
- Não, pequena Ann. Não podemos voltar dos mortos.
- Então qual será o meu prêmio? A solidão?
- Não há prêmio aos Vetores bem-sucedidos. Apenas mais lágrimas.
- O que você está dizendo, Dardwin?!
- Que você fracassara ao vencer.

3 d.C.
- Estou aqui para esclarecer e julgar, Cêntulo.
- Esclarecimentos são bem-vindos, mas você julgará o quê, ancião?
- Você destruiu o Símbolo usando artimanhas que não faziam parte do Código, e isso é fora da Lei de Sued.
- O que você está dizendo? Eu nunca ouvi falar nisto!
- É por não conhecer as regras que você foi o vencedor. Parabéns.
- Agora que me julgou, me esclareça, por obséquio.
- Ainda não terminei meu julgamento, filho de Roz...


CONTINUAÇÃO 01
O ancião Esculca dá a Cêntulo uma última missão antes do julgamento.

CONTINUAÇÃO 02
O ancião Esculca condena Cêntulo a uma dolorosa e eterna morte no pilar de Agônia.


AGORA É A SUA VEZ!
Escolha entre a continuação 01 e 02, e aguarde: na próxima quinta-feira, o Último Capítulo de Descontinuidade!

Marcadores:

5 Quimeras:

@ maio 09, 2006 12:02 AM, Anonymous Robson disse...

a 1º, porque tudo acaba bem quando termina...

 
@ maio 12, 2006 10:29 AM, Anonymous  disse...

Voto na UM !!!!!

Mal posso esperar.. quero ver LOGO no que isso vai dar!!! ;D

Beijos 1000,

 
@ maio 12, 2006 10:31 AM, Anonymous Pato disse...

01

 
@ maio 12, 2006 2:36 PM, Blogger Tahkren disse...

01

 
@ maio 15, 2006 10:05 PM, Blogger André Lasak disse...

*** LIGAÇÕES ENCERRADAS! ***

CONTINUAÇÃO 01: 4 VOTOS
CONTINUAÇÃO 02: 0 VOTOS

OBRIGADO AOS PARTICIPANTES!

PRÓXIMA TERÇA, NÃO PERCA O
ÚLTIMO CAPÍTULO DE DESCONTINUIDADE!

 

Postar um comentário

<< Página Principal